Porto Velho / RO - quarta-feira, 4 de agosto de 2021
(67) 99967-8787

Vale recorre de decisão da Justiça sobre indenização em MG

Publicado em: 12/07/2021 - 11:15

A Vale recorreu da decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 3 Região de Betim, em Minas Gerais, que a condenou a pagar R$ 1 milhão em indenização por danos a cada trabalhador morto no rompimento da Barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho.

A ação, que condenou a mineradora, foi movida pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Extração de Ferro e Metais Básicos de Brumadinho e Região e beneficia as famílias de 131 trabalhadores.

Inicialmente, o sindicado exigiu o pagamento de R$ 3 milhões por vítima fatal e o pagamento de 20% dos honorários, o que resultaria em um valor de R$ 470 milhões a ser pago pela mineradora.

Em nota enviada à reportagem da Agência CMA, a Vale afirmou estar comprometida em indenizar as famílias das vítimas de forma rápida e responsável e disse estar buscando acordos com os familiares dos trabalhadores falecidos desde 2019.

“As indenizações trabalhistas têm como base o acordo assinado entre a empresa e o Ministério Público do Trabalho, com a participação dos sindicatos, que determina que pais, cônjuges ou companheiros(as), filhos e irmãos recebam, individualmente, indenização por dano moral. Desde de 2019, já foram firmados 681 acordos trabalhistas, envolvendo mais de 1,6 mil familiares de vítimas”, disse a Vale em nota.

A ação que condenou a mineradora foi movida pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Extração de Ferro e Metais Básicos de Brumadinho e Região e beneficia as famílias de 131 trabalhadores.

Inicialmente, o sindicado exigiu o pagamento de R$ 3 milhões por vítima fatal e o pagamento de 20% dos honorários, o que resultaria em um valor de R$ 470 milhões a ser pago pela mineradora.

 

Fonte: Assessoria de comunicação

Desenvolvido por Argo Soluções