Porto Velho / RO - sábado, 25 de setembro de 2021
(67) 99967-8787

600 mil testes serão enviados ao Maranhão para estratégia contra variante B.1.617

Publicado em: 24/05/2021 - 5:00

Com o objetivo de evitar a transmissão comunitária da variante B.1.617 da Covid-19, o Ministério da Saúde enviará 600 mil testes rápidos de antígeno ao estado do Maranhão. O reforço na testagem ao estado deve-se à identificação de pessoas infectadas em um navio originário da Índia, que está atracado próximo à costa maranhense.

Pelo plano, serão testadas as pessoas que passam pelos aeroportos e pelas divisas do Maranhão, evitando que um eventual infectado propague a nova cepa para outras Unidades da Federação. Qualquer paciente cujo resultado der positivo no teste rápido será submetido ao RT-PCR, com análise genômica para identificar se a infecção é causada pela variante. O ministério segue atento à situação em território maranhense e se encontra em vigilância, caso a cepa surja em outros estados.

“O Ministério da Saúde tem uma equipe no Maranhão, que está fazendo um inquérito epidemiológico para acompanhamento desse caso. Um paciente que estava nesse navio precisou ser atendido em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). E para além desse paciente, nós estamos acompanhando a equipe assistencial, que está sendo testada. Em caso positivo, fazemos o teste RT-PCR e a vigilância genômica”, descreveu o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

“Essas são medidas gerais. São recomendações para todos, independentemente de variante ou não. Quem tem suspeita de síndromes gripais, independentemente de testagem, deve evitar se deslocar de um estado para outro e deve procurar as autoridades sanitárias. Então, é uma ação que nós todos devemos nos emanar para conter a circulação do vírus, seja variante indiana, de Manaus ou do Reino Unido”, defendeu o ministro.

Saúde autoriza mais leitos de UTI Covid-19

Mais 650 leitos de UTI adulto e 14 leitos de UTI pediátrico foram autorizados pelo Ministério da Saúde para atendimento de pacientes graves com Covid-19. A autorização, em caráter excepcional e temporário, é mais uma ação da pasta em apoio aos estados e municípios para reforçar a assistência no Sistema Único de Saúde (SUS) durante a crise.

Estão sendo contemplados vários municípios brasileiros nos estados do Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. O Governo Federal repassará, mensalmente, mais de R$ 31,8 milhões, correspondente ao mês de maio para os novos leitos.

Com informações do Ministério da Saúde

Fonte: Governo

Desenvolvido por Argo Soluções