Porto Velho / RO - domingo, 1 de agosto de 2021
(67) 99967-8787

Turismo no Baixo Madeira é alternativa de desenvolvimento

Publicado em: 13/07/2021 - 5:02

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae), está entre as entidades que desenvolverão estudos para integração da região do Baixo Madeira, mais especialmente a Reserva Extrativista Lago do Cuniã, como rota turística, a fim de promover o desenvolvimento econômico da região. O Sebrae tem apoiado diversas inciativas que vislumbrem o desenvolvimento do setor.

 

Na semana que passou (7), em reunião articulada pela Federação do Comércio do Estado de Rondônia (Fecomércio), que congrega o Conetur, um colegiado empresarial de entidades ligadas à atividade turística, tendo como anfitrião, o diretor da entidade, Claudio Hikague, o Sebrae se fez presente na pessoa de seu diretor técnico Samuel Almeida. O Governo de Rondônia também participando das discussões, por meio do Superintendente da Setur, Gilvan Pereira e da secretária Adjunta da Seas, Liana Lima. Técnicas da Semdestur, Lilian Leite e Lidiane Bandeira representavam a prefeitura e representantes de Associações de condutores profissionais, bem como de moradores do Lago do Cuniã.

              

Todos foram unânimes em pontuar que o Turismo, para se desenvolver, precisar ter a governança fortalecida, uma vez que as políticas adotadas para o seu desenvolvimento devem atender as necessidades de todos os componentes da cadeia produtiva, sejam equipamentos hoteleiros, empreendimentos de gastronomia, guias, transportes, etc.

 

Estudos indicam que um dos setores mais impactados durante a pandemia é o de Turismo, especialmente o de lazer, em razão das restrições sanitárias e a queda das viagens mais distantes. Alguns números dão conta que as perdas podem chegar a mais de R$ 2 bilhões , só no Estado de Rondônia. Entretanto, com o avanço das imunizações e a queda nos índices de infecção, torna-se fundamental o planejamento e ampliação de oferta turística para a retomada mais intensa da atividade econômica.

 

Como rota alternativa e oferecendo uma experiência amazônica diferenciada, a região do Baixo Madeira apresenta potencial altamente relevante para o desenvolvimento do turismo. Para isso, o destino precisa ser ordenador e organizado, por esta razão as entidades realizaram a reunião desta quarta.

 

“Nós do sebrae acreditamos que o empreendedorismo pode ser o meio de melhoria das condições de vida de uma população, de uma localidade. Temos ferramentas que possibilitem ao empreendedor de qualificar e adotar estratégias assertivas de posicionamento e relacionamento com seu público. O Sebrae é parceiro de qualquer iniciativa que fomente o Turismo”, disse Samuel Almeida.

 

O turismo representa um dos mais importantes segmentos econômicos da atualidade pela sua capacidade de promover o desenvolvimento de uma região. Trata-se de uma indústria de grande complexidade por se relacionar com diferentes setores da economia. Seus resultados não se limitam apenas aos setores envolvidos, mas também a outros setores por meio do chamado efeito multiplicador.

 

“A experiência que a região entrega, mais especificamente o Lago do Cuniã, agrega valor, não apenas pelos atrativos naturais mas pelos saberes e fazeres que a população local pode oferecer, indo de encontro à atual necessidade dos turistas mas, para isso, precisamos fazer o que estamos fazendo aqui: fortalecendo a governança”, concluiu Samuel.

 

Assessoria de comunicação

Desenvolvido por Argo Soluções