Porto Velho / RO - segunda-feira, 20 de setembro de 2021
(67) 99967-8787

Comissão discute a revitalização dos trilhos da EFMM durante reunião na Câmara de Vereadores

Publicado em: 10/09/2021 - 9:57

Aconteceu na manhã de quinta-feira (9), a reunião com a Comissão Permanente de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo (CPCELT), na Sala Francisco Elenilson Negreiros (Plenarinho), da Câmara de Vereadores de Porto Velho, que discutiu os rumos do complexo turístico da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM), bem como a apresentação de outros projetos arquitetônicos.

Na ocasião, representantes dos poderes Executivo e Legislativo receberam professores e engenheiros da Universidade Federal de Rondônia (Unir), que apresentaram a proposta de revitalização dos trilhos da EFMM. Já a Fundação Cultural de Porto Velho (Funcultural) explanou sobre patrimônios históricos. E a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur) apresentou os projetos de revitalização da Praça das Três Caixas D’Águas e dos Cemitérios das Locomotivas e da Candelária, que foram apreciados pelos presentes. Projetos arquitetônicos que, se aprovados os recursos, farão parte do acervo turístico da cidade.

“Com a reunião de hoje avançamos na revitalização da ferrovia e na retomada parcial do maquinário da extinta Madeira-Mamoré, então hoje já se mostra que, além da vontade política, as condições físicas e econômicas necessárias estão acontecendo e que, muito provavelmente, nós tenhamos, em breve, o funcionamento da locomotiva até Santo Antônio, passando pela Unir e chegando à Vila Princesa”, disse o professor do Departamento de História da Unir, Marcos Antônio Domingues Teixeira.

O vice-prefeito de Porto Velho, Maurício Carvalho, falou da importância do complexo histórico para o desenvolvimento econômico do município e sobre o término das obras de revitalização EFMM, faltando apenas 10% para a conclusão.

“Essa reunião de hoje, com o Legislativo e os representantes da Unir, foi importante para definirmos os detalhes que vão dar andamento à entrega da obra, assim como a revitalização dos trilhos e do Cemitério da Candelária”, explicou Carvalho.

HISTÓRIA VIVA

Filho de negros estrangeiros que vieram para desbravar a Amazônia, o barbadiano, de 72 anos, Lord Jesus Brown, que nasceu em 10 de novembro de 1948, no pacato distrito de Abunã, comunidade a 90 quilômetros do centro urbano de Porto Velho, diz não ver a hora de voltar a comandar uma das locomotivas. “Estou só esperando liberarem para eu levar o trem até a igrejinha (Igreja de Santo Antônio), vai ficar tão bom que turista nenhuma vai pôr defeito”, brincou o ex-ferroviário no final da reunião.

A sessão durou mais de três horas e foi presidida pelo vereador e presidente da comissão, Aleks Palitot. Também participaram da discussão o presidente da Funcultural, Márcio Miranda, a titular da (Semdestur), Glayce Bezerra, secretário adjunto Geral de Governo, Devanildo Santana, a deputada federal Mariana Carvalho, e representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e da Secretaria de Patrimônio da União (SPU).

Fonte:  Prefeitura de Porto Velho

Desenvolvido por Argo Soluções